sexta-feira, 16 de julho de 2010

Depois De Tu Partires



O que é que nos resta quando, depois de perdermos aquilo que nos mantém vivos, descobrimos que nunca o nosso corpo deveria ter respirado?

Como podemos coordenar os passos pela estrada se esquecemos como se caminha ou desconhecemos quem nos ensinou?

Alice é uma jovem escocesa que se mudou para Londres assim que a idade o permitiu. Uma infância rebelde e uma família que raramente se esforçou por dizer a verdade fizeram dela uma pessoa independente e racional de mais para depender de algúem. Até que John, um jovem jornalista, surge na sua vida e a torna, por fim, completa. Envolvem-se numa relação estranha mas profundamente apaixonada. Em pouco tempo tudo nas suas vidas se interliga de uma forma intensa e irremediavelmente inesquecivel e insubstituivel.

Depois de tu partires é uma história sobre laços: aqueles que se perdem e os que se criam tarde de mais. Contada pela voz do subconsciente de Alice, que paira entre a vida e a morte, revela-nos flashs da sua infância, momentos que nos ajudam a compreender a desistência - ou não - de Alice pela vida.

Este é um livro que nos emerge na vida da personagem, remetendo-nos para as suas dúvidas e medos, num discurso profundamente tocante sobre a dor da perda, o vazio e a forma como os erros do passado podem intrometer-se no presente, mudando bruscamente o destino dos acontecimentos.

Uma viagem perturbadora pelo estado de coma de Alice e sua busca por abrir os olhos.

"Ainda não consigo acreditar que partiste. Antes de isto acontecer, costumava acordar e interrogar-me durante uma fracção de segundo por que motivo tinha este peso, este desgosto a comprimir-me o peito e por que motivo a minha almofada estava molhada. Costumava esquecer-me disso, porque achava que seria simplesmente absurdo estar sem ti. Aburdo."

2 comentários:

Ricardo Pinto disse...

Eu li o livro mas sinceramente não gostei. Andaste a lê-lo novamente?

Samuel Pimenta disse...

Olá Ana Rita!
Muito, muito obrigado pela tua amabilidade! Penso já ter andado por aqui a vaguear, não me lembro bem... Vou andar mais atento! Obrigado, mais uma vez! =)

Samuel Pimenta.